Chegou o Android 4.3. Quais as novidades? | Blog do Zipi




O sucessor do Android 4.2 Jelly Bean chegou!!! Não é o Android 5.0 Key Lime Pie como muitos esperariam (previsto para Outubro), tendo a gigante Google lançado, digamos que um “restyling” do Android 4.2, com algumas novas funcionalidades numa versão que acabou por ficar com a referência Android 4.3 Jelly Bean.
O Android 4.3 Jelly Bean foi apresentado oficialmente no evento da Google na passada quarta-feira (24/07)  e traz algumas funcionalidades que aproximam o mundo dos tablets ao mundo dos PCs. Vamos conhecer as novas funcionalidades do novo Android 4.3 Jelly Bean.

O Android 4.3 Jelly Bean implementa algumas funcionalidades que, já deviam estar há muito tempo implementadas nas plataformas para dispositivos móveis, especialmente em tablets.  Porque não ter suporte, por exemplo, para várias contas de utilizadores (se estes forem partilhados pelos elementos de uma família…dá jeito)?
Esta última versão do Android traz isso e muito mais.
1) Perfis Restritos
Com o Android 4.3 Jelly Bean passamos finalmente a ter a possibilidade de criar utilizadores na plataforma android, com acesso a perfis distintos. Esta é sem dúvida uma funcionalidade essencial para quem partilha o tablet por vários utilizadores (ex. amigos, família) que vê agora assim a possibilidade de isolar toda a informação, configurações, personalizações..etc, de todos os outros utilizadores.
De acordo com a Google, os Perfis Restritos permitem isolar, em segurança, o espaço de trabalho de cada utilizador., incluindo home screens, widgets, configurações, etc, etc. Há também restrições ao nível do Google Play.
“Each restricted profile offers an isolated and secure space with its own local storage, home screens, widgets, and settings. Unlike with users, profiles are created from the tablet owner’s environment, based on the owner’s installed apps and system accounts. The owner controls which installed apps are enabled in the new profile, and access to the owner’s accounts is disabled by default

Possibilidade de definir restrições e filtros


2) OpenGL ES 3.0 para melhor desempenho gráfico
A Google começou a perceber que os tablets podem transformar-se em autenticas consolas e também em autênticos media centers. Porque não tirar o melhor rendimento gráfico desses dispositivos? O OpenGL ES 3.0 (OpenGL para sistemas embebidos ) é uma biblioteca para gráficos tridimensionais, que neste momento é apenas suportado pelo novo Nexus 7, pelo Nexus 4 e Nexus 10.


3) Suporte para Bluetooth Smart Ready (a.k.a. Bluetooth Low-Energy)
Sabiam que está em marcha uma nova geração de dispositivos com tecnologia Bluetooth (considerado por muitos como uma tecnologia já obsoleta). O Android 4.3 suporta nativamente esta tecnologia – ver aqui, que abre portas à inovação, no desenvolvimento de aplicações na área do fitness, saúde, casas inteligentes, electrónica de consumo, etc.
Esta tecnologia já é suportada pela Apple desde 2012, consome menos energia e na prática os dispositivos com suporte para esta tecnologia podem receber de forma eficiente dados de dispositivos inteligentes Bluetooth e “fazer algo” com eles, funcionando quase como sensores. Exemplo: O dispositivo pode verificar se todas as janelas estão fechadas, enquanto outro “sensor” pode medir a sua frequência cardíaca e obter informações do relógio inteligente A ideia é por aqui…


4) Acesso às notificações
Notificações persistentes para as aplicações que correm em segundo plano. Nas antigas versões do Android as aplicações que corriam em segundo plano não apareciam na área de notificações, agora aparecem, sendo possível removê-las desmarcando a respetiva opção dentro de cada aplicação;
Além disso, os programadores têm agora também a possibilidade de aceder ao fluxo de dados que aparecem nas notificações e assim preparar as suas aplicações para usar essa informação de forma inteligente.


5) Digital Rights Management Melhorado
A Google anunciou também um novo conjunto de bibliotecas de DRM, que podem ser integradas com o hardware, e que estão a ser já usadas numa nova versão do Netflix, que agora permite a reprodução de conteúdo em Full HD. Tal suporte melhorado, permite  que os programadores integrem mais facilmente DRM nos próprios protocolos de streaming.
6) Dial pad autocomplete
Existe ainda uma funcionalidade interessante que permite o autocomplete quando estamos a ligar para alguém. Ao marcar o número é sugerido o nome e ao marcar o nome, aparece também a informação do número.


Para activar basta ir a settings e activar “Dial pad autocomplete”.
Conclusões
Como puderam ler, apesar do Android 4.3 Jelly Bean trazer algumas novidades, estas são mais viradas para o desenvolvimento do que propriamente para o consumidor final (pelo menos numa primeira fase. A Google continua a inovar na usabilidade e desempenho da sua plataforma móvel e certamente que a versão 5 irá tentar ir ao encontro das expectativas de muitos leitores. Ao que se sabe, o Android 4.3 está já disponível para Nexus 10,4 e 7 , oficialmente, através deste site.
Via OTA ainda será necessário esperar mais alguns dias.

Fonte: Google Developers

José Carlos
Equipe Blog do Zipi

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como cancelar caixa postal da Claro, Oi, TIM e Vivo | Blog do Zipi