Preparando sua bicicleta para uma viagem de avião | Blog do Zipi


Depois de contar minha "missão" para trazer nossa gatinha de volta a Portugal no avião agora vou partilhar outra "missão" que foi trazer minhas bikes para puder fazer uns pedais pela "terrinha".
Eu não tinha a menor ideia de como prosseguir, então parti á procura de mais informação pelo nosso "querido" Google.
Não encontrei muita coisa, mas foi insistido por fóruns portugueses e não só e foi encontrando alguma coisa. Munido de mais alguma informação
e já sabendo que tal era possível parto para os contatos via telefone e e-mail com a Ibéria e com a Catarinense.



A Catarinense faz o transporte sem qualquer problema e sem qualquer custo desde que não ultrapasse os pesos estabelecidos que é 32kg por cada passageiro.
Caso ultrapasse esse peso cobram mais R$5,00 por cada volume.
Neste caso viagem confirmada desde o estado de Santa Catarina até ao Aeroporto de Guarulhos em São Paulo.

Próximo Contato com a Ibéria tanto no Brasil como na Espanha. Condições para atravessar o Atlântico com as duas bikes:

Bike devidamente embalada dentro de uma caixa ou bagagem própria
Guiador (Guidão) desapertado e alinhado pelo quadro da bicicleta.
Pedais desmontados
Pneus vazios
Peso não pode ultrapassar os 32kg por cada volume.
No meu caso foi autorizado a levar uma bagagem até 32kg mais a caixa com a bike também até 32kg. Como a bike pesava 12kg ainda consegui colocar mais 20kg de acessórios e outros pertences pessoais que não couberam na mala.
No caso da minha esposa foi tudo exatamente igual

No caso das duas bikes a Ibéria não cobra nenhum extra pelo transporte das bikes até á Europa, mas na volta eles cobram 75 euros por cada Bike desde o Porto até São Paulo.

Depois de toda esta informação recorri aos serviços do pessoal da Bicicletaria Canta Galo em Rio do Sul os quais gentilmente me conseguiram 2 caixas próprias para bikes, e ainda desmontaram
as bikes e colocaram devidamente acondicionadas para a viagem. Agradecimento especial ao pessoal da Bicicletaria pois as bikes ficaram perfeitas e bem acondicionadas chegando ao destino sem
qualquer dano.



Uma vez no aeroporto, todo o mundo olhava com cara de espanto para o tamanho gigante das caixas e perguntavam se eu ia levar aquilo no avião (hihihihi).


Chega a hora da conferencia na esteira do check-in. A moça dá um "comentário" com um sorriso dizendo: Estas caixas vão "atestadas"hihihihihi mas não criou nenhum stress.
Com um pequeno sorriso olhei pela ultima vez para as minhas bikes e só desejei que elas chegassem a Portugal sem nenhum estrago.











10 horas depois chegávamos no aeroporto de Madrid pois fazíamos escala em Espanha. Mais duas horas de espera pelo próximo avião até ao Porto, mas as bikes nem sinal pois já eram transferidas diretamente de um avião para o outro.
Chega a hora da nova viagem finalmente com direção a Portugal. Mais 1h de viagem mas desta vez num avião mais pequeno da Ibéria que faz linha pela Península Ibérica com rota diária entre Portugal e Espanha.

Ao seguir o corredor para entrar no avião finalmente vejo as minhas duas caixas com as minhas bikes bem arrumadinhas dentro do compartimento de carga do avião.
Que felicidade sabendo que elas tinham chegado por enquanto bem pelo menos até Madrid e com a certeza que chegariam ao Porto. Deu para identificar bem elas porque utilizei
os serviços da ProtecBag em São Paulo um empresa que está presente no aeroporto e "embala" a nossa bagagem dando mais proteção as mesmas para estas viagens.

Cobraram R$48 por cada bagagem incluindo as caixas das bikes e confesso que foi a melhor coisa que eu fiz. Toda a bagagem chegou prefeita, a película ficou tão bem nas bagagens que durante o transporte nenhuma foi rompida ou aberta. O melhor dessa proteção é que fica facilmente detectável quando esperamos por elas nas esteiras dos aeroportos.

Deixo aqui um vídeo do serviço efetuado pela ProtecBag.




Para mais informações podem contactar a empresa pelo seu Facebook ou pela sua pagina online www.protecbag.com.br ou ainda pelo telefone +55 11 3258-9635


Finalmente chegamos ao Porto. Correndo para o terminal de chegadas, recolher as bagagens mas as bikes nada... espero, espero e a preocupação começa a tomar conta de mim.
Terminal de chegadas começa a ficar vazio e nada das bikes... e vou na direção de um funcionario do Aeroporto e começo a "reclamação".
Por favor onde estão minhas bikes? Eu vi elas em Madrid, porque elas não chegaram aqui?
Ai o funcionario me explicou que elas estavam em outra esteira de "Dimensões fora do normal" e me indicou onde eram. Corri até lá pois ja estava a mais de 30 minutos esperando.
Chegando nesse sector lá estavam elas "sozinhas" e "abandonadas", mas eu socorri elas... ufffff que alivio...

Agora proximo desafio: Declarar na alfandega. Dois fiscais da alfandega já me esperavam, até porque tive que passar com a nossa gatinha Ines. Já levava tudo preparado
com as faturas e a declaração do Consulado de Portugal onde constavam que eu residi por mais de 2 anos no Brasil. Ai o fiscal falou as palavras magicas: Pode seguir por favor...

Yuppppiiiiiiiiiiii  cheguei em Portugal... Agora so curtir ...


Dicas e fatos importantes:

- Tem que esvaziar totalmente os pneus, do contrário voce vai chegar ao destino com uma câmera estourada pois o departamento de cargas é despressurizado.

- A bagagem de mão permitida varia de acordo com o aeroporto onde você está embarcando, mas aconselho a levar por exemplo os pedais e a bomba de ar na caixa onde vai a bike.

- Uma coisa é certa, em nenhum lugar vão deixar você embarcar com uma chave de boca. A minha eu despachei junto com a bike incluindo capacetes, garrafa de agua, lanternas...

- Se você vai a Sao Paulo pela TAM, tem um ônibus que leva de Congonhas para Guarulhos de graça.

Então é isso pessoal, não trabalho na Iberia nem na Catarinense, mas ambas ganharam meu respeito por ser empresas amiga dos ciclistas. Se alguém tiver alguma pergunta, terei prazer em responder.

Jose Carlos
Equipe Blog do Zipi

Comentários

  1. Parabéns pelo relato, muito legal. Faremos o Caminho de Santiago em maio/2016. Luiz Camacho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde já desejo uma boa viagem Sr. LUIZ e lembre:se viajar pela Ibéria eles não cobram nada do Brasil para a Europa. Na volta eles cobram 75€ por cada bike. Alguma dúvida estarei a disposição.

      Eliminar
  2. amigo bom dia , desde ja agradeço vc pelo blog , pois foi o unico que encontrei com minha situaçao. Estou indo para portugual em agosto mesmo processo que o teu , so que minhas 2 bike nao tem nota , isso pode me complicar ou vc sabe oque eu posso fazer ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola amigo. Como não tem nota fiscal aconselho você a ir no Consulado de Portugal e declarar que tem as bikes a algum tempo e não tem a NF. Eles têm um documento que substitui a NF. Desta forma você não terá problemas na alfândega em Portugal. Lembro também que a IBERIA não cobra nada pelo transporte das bikes do Brasil a Portugal mas na volta (se for o caso) eles cobram 75€ por cada uma. Duvidas estou à disposição. Votos de uma boa viagem. Abraço

      Eliminar
  3. José acabei de ganhar na mega sena, conheci teu blog RS, sem quer abusar mas abusando , eu vi que vcs levaram um carro , vcs tiveram problemas lá
    Pois tenho 2 Yorkshire aqui que já sao da família rsrs. Eu queria leva los comigo , não sei se ajuda muito ,mas minha esposa tem cidadania portuguesa .

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Como cancelar caixa postal da Claro, Oi, TIM e Vivo | Blog do Zipi